Comprar casa em Portugal: ganhe dinheiro no processo.

No momento em que decide comprar casa em Portugal, há sempre muitas questões a ponderar. Se comprar casa por si só, já é um processo a ter várias condicionantes em análise, comprar casa fora do nosso país é um processo que parece mais intimidante. 

No entanto, descomplique, o processo está ao seu alcance e é mais fácil do que pensa. 

Neste artigo, vamos abordar os principais pontos que precisa de ter em conta referentes à compra de casa em Portugal, principalmente se for um cidadão brasileiro a residir no Brasil.

Qualquer brasileiro que queira vir morar para Portugal, tem o desejo e pensa na possibilidade adquirir um imóvel. Este é um pensamento comum e compreensível. 

O processo de compra de casa em Portugal, não difere muito de comprar casa no Brasil, mas há alguns aspetos a ter em consideração.

Quais os passos a ter em conta para comprar casa em Portugal. Na fotografia casas típicas em Lisboa.
Créditos: Unsplash

Neste artigo vamos guiá-lo pelos principais pontos a ter em conta. E talvez até fique com a sensação que não é tão difícil como pensava. 

Mas antes de mais:

Vale a pena comprar casa em Portugal?

A resposta é Sim.

Em Portugal comprar uma casa significa ter uma despesa mensal mais baixa do que pagar uma renda e viver em casa alugada. 

Se o fizer pedindo empréstimo de habitação a um banco, muitas instituições oferecem juros fixos ou mistos, e desta forma é possível saber o valor mensal a pagar desde o primeiro até ao último mês. 

Se viver no Brasil e quiser enviar dinheiro de lá para essa compra, tenha em conta a desvalorização do real. As suas poupanças, podem traduzir-se num valor bem mais baixo do que aquele que estava à espera. 

Quanto custa uma casa em Portugal?

Antes de mais, é importante saber quanto custa em média uma casa em Portugal?

Tal como em qualquer país, o valor dos imóveis varia muito, dependendo da cidade onde se pretende comprar a casa, da dimensão do imóvel, do seu estado de conservação, entre outros fatores.

Nas grandes cidades, Lisboa e Porto, os imóveis são mais caros já nas pequenas vilas do interior do país os imóveis são mais acessíveis. 

Fizemos em Julho de 2021 no site Imovirtual uma pesquisa de imóveis com 2 quartos e em boas condições de conservação, com características semelhantes nas principais cidades de Portugal. 

Os preços variam muito de cidade para cidade, sendo que a cidade mais cara é Lisboa, seguindo-se a cidade do Porto. 

Um imóvel na cidade de Lisboa, de aproximadamente 70m2, (T2) em bom estado de conservação, dependendo da freguesia, pode custar entre 200 a 650 mil euros. 

Já no porto, um imóvel de características semelhantes pode custar 155 a 550 mil euros.

Na região do Algarve, na cidade de Faro, os valores por um imóvel com características semelhantes pode custar de 120 a 370 mil euros. 

Onde comprar casa em Portugal?

Portugal é um país pequeno, mas cada uma das suas regiões têm características específicas. No norte o clima é diferente do clima do sul, as paisagens são também elas diferentes. A densidade populacional é baixa e relativamente envelhecida no interior e é no litoral, junto ao mar que estão localizadas as principais cidades do país. Como tal, antes de comprar casa em Portugal, faça uma boa avaliação daquilo que pretende.  

Para simplificar este processo, enumere as cidades que prefere e se possível visite-as para que as conheça um pouco melhor. Desta forma irá entender se aquela cidade corresponde ao que procura e ao que necessita. 

Em cidades mais turísticas, como Lisboa, Porto e toda a região do Algarve, os preços são mais elevados, mas nas zonas periféricas dessas cidades é possível comprar imóveis bons, com maiores áreas  a preços mais em conta. 

A natureza da compra também pode determinar a escolha do seu imóvel.

Se pretende investir, é preferível que o faça nas cidades com mais turismo e visitadas por mais pessoas.  Se quiser residir neste imóvel desejando um estilo de vida mais calmo e tranquilo, o ideal é que o faça fora das grandes cidades.

Pode ler o nosso artigo As melhores cidades para morar em Portugal que, em caso de dúvida, vai responder a algumas questões que o podem ajudar a decidir. 

Área residencial na periferia da cidade de Lisboa.
Créditos: Unsplash

Mas sem mais, passemos aos passos a ter em conta quando se pretende comprar um imóvel em Portugal: 

Ponto 1: Quais as características do imóvel que procura?

Neste primeiro ponto a primeira questão que se deve colocar é: 

Quais as características do imóvel que procura|?

O primeiro passo assertivo para comprar casa em Portugal é saber as características do imóvel que procura. Ou seja, saber qual o número de quartos que o imóvel deve ter, o estado de conservação, a localização e caso tenha características mais específicas é este o momento de as identificar. 

Há também que ter em conta neste momento, qual o orçamento que dispõe para comprar o imóvel. 

Ponto 2: Como encontrar o imóvel que procura?

Procurar o imóvel dos seus sonhos em Portugal, pode ser um processo trabalhoso. 

Existem duas formas de o poder fazer. A mais comum é recorrer a uma agência imobiliária. Onde um agente irá reunir todos os imóveis com as características identificadas por si, no ponto anterior, para o ajudar a encontrar a casa ideal. 

A outra forma de procurar é consultar sites de imóveis para venda. Muitas imobiliárias tem no seu website imóveis para venda e lá conseguirá ver todas as ofertas. quem sabe algum não corresponde ao que procura?

Quando se pretende comprar um imóvel noutro país, temos que recorrer à principal ferramenta moderna, a Internet. Vários são os sites especializados nesta matéria. Destacamos o Imovirtual e o Casa Sapo.

As opções de pesquisa são variadas e pode filtrar pelos seus requisitos o imóvel que procura. A vantagem destes sites específicos é que vai ver anúncios de imobiliárias e de pessoas individuais, ampliando as ofertas à sua disposição. 

As agências imobiliárias em Portugal mais especializadas na compra e venda de imóveis são a Remax e a Era. Estas agências predominam em todo o país e a vantagem é o atendimento personalizado prestado pelo agente imobiliário. 

Ponto 3: Visite e avalie os imóveis selecionados. 

Visitar fisicamente o imóvel é essencial para a tomada de decisão de compra.

Mais do que o imóvel, vai avaliar e sentir a sua localização, não só a cidade, mas a zona, a proximidade dos serviços essenciais a comunicação com estradas e autoestradas, etc.

Tenha muita atenção ao estado de conservação do imóvel e onde ele se insere, se for um apartamento, avalie o prédio também. 

Ponto 4: Acordar as condições de compra.

Este ponto, é mais fácil quando compra o imóvel através de uma agência imobiliária. Aqui o agente terá um papel facilitador, pela experiência profissional que tem, em fazer acordo para que seja o mais vantajoso possível para si. 

Ponto 5: Reúna toda a documentação.

Ao dar início ao processo de comprar casa em Portugal, é útil que também comece a reunir os documentos que vão ser necessários para efetuar a compra. Isto fará com que o processo decorra mais rapidamente. 

Quais os documentos necessários para comprar casa em Portugal?

Quais os documentos necessários para comprar casa em Portugal?
Créditos: Unsplash

  • Número de Identificação Fiscal, o NIF – Em primeiro lugar, vai precisar de ter um Número de Identificação Fiscal, o NIF, este documento equivale ao CPF no Brasil, e sem ele não conseguirá efetuar o processo de compra de casa. O NIF é facilmente adquirido no departamento de Finanças. 
  • Documento de Identificação Pessoal – Passaporte caso ainda não tenha residência em Portugal. Autorização de residência ou cartão de cidadão. 
  • Comprovativos de rendimento – Caso ainda esteja no Brasil, deve apresentar o imposto de renda brasileiro e outros documentos comprovam os seus rendimentos. 

Outros documentos importantes para comprar casa em Portugal

  • Certidão do Registro Predial – A certidão de registo predial contem informação referente à composição do prédio, referente à identificação do proprietário e se o imóvel tem sobre si algum encargo, como penhoras ou hipotecas.
  • Caderneta Predial – que comprove a situação fiscal do imóvel (adquirir no serviço de Finanças);
  • Licença de Utilização –  serve para dizer qual será a finalidade do imóvel, se de habitação ou comercial,  e deve ser requerido na junta de freguesia onde o imóvel se localiza. 
  • Ficha Técnica de Habitação – é o documento que descreve as características técnicas do imóvel.

Ponto 6 – Transferir dinheiro ou pedir financiamento.

Este ponto, é sem dúvida dos mais complexos do processo. Várias são as questões que surgem, e nada é impossível. Basta fazer um bom planeamento e ter em atenção todos os detalhes de todas as operações. 

Se pretende financiamento para comprar um  imóvel em Portugal, o primeiro passo é procurar um banco. 

Existem grandes instituições bancárias no país, faça várias  simulações nos sites dos diversos bancos e verifique as condições e as taxas de juros aplicadas. 

O financiamento de imóveis em Portugal não é a 100%, mas poderá conseguir 70% de financiamento do imóvel, sendo o restante pago como entrada inicial.

Depois de encontrar a melhor opção, se ainda viver no Brasil e apenas tiver comprovativos de rendimento brasileiros eles serão aceites pelas instituições bancárias portuguesas. A declaração de renda brasileira, assim como os contracheques e extratos bancários podem ser usados como comprovativo para o pedido de financiamento.

Pode também transferir dinheiro para Portugal para comprar o imóvel que deseja, de várias maneiras. mesmo estando a falar de quantias elevadas os Bancos e as plataformas digitais são a melhor opção.

A Wise e a  Remessa Online são as plataformas digitais que oferecem melhores condições de envio e taxas mais baixas. Só terá que ter em conta que estas plataformas têm limites de transferências para o exterior, para que consiga transferir valores elevados, terá que efetuar o registo completo e apresentar comprovativo de rendimentos. 

Ponto 7-  Realizar a escritura.

Após finalizar a negociação e depois de ser encontrado o melhor acordo para ambas as partes, toda a documentação legal do imóvel terá que ser atualizada para o nome do novo dono. 

Esta escritura é feita oficialmente pelo Notário na presença dos antigos proprietários e dos novos proprietários e dependendo se houve financiamento ou não, estará também presente um elemento do banco que financiou a compra. 

 

 

 

 

Curiosidade:

  • Autorização de residência atribuído pela compra de imóvel em Portugal

É possível aos cidadãos estrangeiros que comprem uma casa em Portugal, solicitar o visto de residência permanente, conhecido por Golden Visa, consoante o valor do imóvel.

Sugestões de leitura:

Benefícios da inteligência artificial no Marketing Digital

Manifestação de Interesse SEF

Luis

Apaixonado pelas mais diversas formas de comunicação, interação e conexão fisica e digital entre marcas e pessoas. Numa relação inquieta com Marketing e com um grande compromisso com a comunidade on-line. Licenciado pela Universidade do Algarve no curso de Turismo vertente Marketing e especializado em Marketing Digital, com especial foco e interesse em redes sociais, onde desenvolveu estratégias de comunicação, marketing de conteúdo e ativação de campanhas de publicidade com segmentações estratégicas para diversas marcas inseridas em vários setores de atividade.

Leave a Reply